6° Congresso do PSOL

idvisual6congresso-1

O 6º Congresso Nacional do PSOL agitará o calendário deste segundo semestre para os militantes do partido. A sua etapa final está marcada para os dias 1º, 2 e 3 de dezembro de 2017 na cidade de Luziânia, no entorno do Distrito Federal. Mas até lá, um grande processo democrático acontece. São realizadas plenárias municipais, onde todos os filiados ao partido na cidade podem participar com direito a voz e voto. Nesta primeira etapa são eleitos os delegados e delegadas que representarão os militantes nas etapas seguintes, os Congressos Municipal, Estadual e Nacional.

No processo, os filiados ao PSOL terão como prioridade o debate sobre a conjuntura brasileira e internacional, a reorganização da esquerda no país, a atualização programática e a definição de tática e representantes do partido nas eleições 2018.

Na cidade de São Paulo não será diferente. Em tempos de resistência às arbitrariedades de João Doria, o “prefeito-gestor” tucano que vem implementando uma sequência de propostas higienistas e privatistas em um processo de cada vez maior criminalização da pobreza, assim como às medidas do governador Geraldo Alckmin e do presidente ilegítimo Michel Temer, o PSOL tem uma grande responsabilidade de se organizar e agir de forma ativa na reorganização da esquerda na cidade e no país para as lutas que virão no próximo período.

As cinco plenárias municipais que acontecerão em São Paulo já tem data marcada (confira em detalhes logo abaixo). Nela serão debatidas as teses que podem ser apresentadas pelas correntes políticas que se organizam internamente no partido, assim como por militantes independentes, além das contribuições setoriais, como as das mulheres, das negras e negros, das LGBTs, ecossocialista, de saúde, cultura e tantas outras. As teses e contribuições municipais estão em período de construção e assim que forem divulgadas estarão na íntegra no site do partido.

 

Confira as datas e locais das plenárias municipais da cidade de São Paulo e programe-se para comparecer:

20/08 (domingo) – Horário de início: 14h – EE Joaquim Braga de Paula – Av. do Oratório, 4330 – Vila Industrial – Zona Leste

26/08 (sábado) – Horário de início: 9h – SINPRO – Rua Borges Lagoa, 208 – Vila Clementino – Zona Sul

03/09 (domingo) – Horário de início: 14h – Sindicato dos Metroviários – Rua Serra do Japi, 31 – Tatuapé – Zona Leste

17/09 (domingo) – Horário de início: 9h – Escola Carlos Ayres – Av. Dona Belmira Marin, 595 – Parque Brasil – Zona Sul

23/09 (sábado) – Horário de início: 14h – Câmara Municipal – Viaduto Jacareí, 100 – Centro

 

Leia as teses e contribuições municipais

EM BREVE

 

Leia as teses nacionais apresentadas ao 6° Congresso do PSOL

1 – A saída da crise é pela esquerda: é preciso superar o PT para o PSOL se consolidar como alternativa de poder para o povo brasileiro

2 – Caminhando contra o vento

3 – Construir nas ruas uma alternativa de esquerda e independente do lulismo

4 – Construir um programa e uma estratégia para o novo ciclo na esquerda brasileira

5 – É hora de fazer do PSOL uma alternativa

6 – Em defesa dos direitos, reorganizar a esquerda e transformar o Brasil

7 – Organizar a Resistência Popular e construir o PSOL como alternativa programática de esquerda 

8 – Por Uma Frente da Esquerda Socialista no Brasil

9 – PSOL de muitas lutas para derrotar o projeto reacionário conservador e construir o socialismo

10 – Reafirmar o PSOL como parte da construção de uma alternativa de direção política para a Classe Trabalhadora Brasileira 

11 – Reformas Estruturais e Revolução Brasileira: é preciso romper com o atual sistema e organizar uma real alternativa de poder

12 – Resistir e reexistir