PSOL São Paulo repudia a condenação e prisão de Bárbara Querino!

23/08/2018 Destaques, Notas, PSOL

O PSOL São Paulo vê com muita preocupação a condenação da jovem negra Bárbara Querino, de 20 anos. Seu caso tem causado espanto em advogados e juristas e apenas reforça o caráter racista, machista e elitista da Justiça brasileira. A modelo paulistana foi condenada a cinco anos de prisão sob a alegação de ter participado de um assalto em Santo Amaro, na Zona Sul da cidade.

Mas a defesa de Bárbara aponta as diversas fragilidades da acusação. A maior delas a de que há fotos e vídeos que provam que a jovem não estava na cidade de São Paulo no dia do assalto, e sim viajando a trabalho para o Guarujá. Sua prisão é baseada no depoimento de uma testemunha que viu a praticante do assalto de costas e afirmou que Bárbara tem estatura, cabelo e cor de pele parecidos.

Ou seja, a única explicação para sua prisão é a estrutura racista da Justiça brasileira, que já condenou Rafael Braga pelo porte de pinho sol, agora condena Bárbara por seu cabelo e cor de pele, e segue condenando e prendendo milhares de jovens negros no país todos os dias.

O juiz do caso, Klaus Marouelli Arroyo, da 23ª Vara Criminal de São Paulo, é o mesmo que em 2015 absolveu o então estudante de medicina da USP Daniel Tarciso da Silva Cardoso, acusado de ter dopado e violentado sexualmente ao menos seis alunas da universidade. Rigidez na pena e na condenação para a jovem mulher negra e periférica, condescendência para o jovem homem branco e rico acusado de estupro. É exemplo perfeito da perversidade do sistema judicial brasileiro.

Não podemos mais aceitar esta lógica do encarceramento em massa e da abdicação da presunção de inocência das pessoas, especialmente das negras, pobres e periféricas. É a mesma lógica sistêmica que há cinco meses matou Marielle Franco em um assassinato político ainda não resolvido no Rio de Janeiro.

Queremos a liberdade imediata de Bárbara! Mantê-la presa é um absurdo com base nas acusações e provas oferecidas. Chega de racismo nas decisões judiciais! #TodosPorBabiy

Executiva Municipal do PSOL São Paulo