Bancada Feminista do PSOL manifesta apoio à Marcha das Mulheres a Washington

20/01/2017 Bancada Feminista, Mulheres

Nota da Bancada Feminista do PSOL em apoio à Marcha das Mulheres a Washington

protesto_eua103678Durante a campanha eleitoral dos EUA, milhares de mulheres se indignaram com as inaceitáveis declarações machistas de Donald Trump, somadas às diversas denúncias de assédio. Somadas às declarações racistas e xenofóbicas e à tentativa de restrição do direito ao aborto, atualmente as mulheres – e principalmente as mulheres jovens, negras e imigrantes – são a principal força de oposição do presidente eleito.

Trump fez inúmeras ofensas sexistas ao longo da campanha: defendeu que mulheres que façam aborto sejam punidas, atacou a todas que não se encaixam no padrão branco/magro de beleza (chegou a chamar uma Miss Universo de “porca gorda”), atacou sua oponente de incompetente inúmeras vezes pelo fato de ser mulher; sem falar de outros ataques tão graves quanto, como a absurda promessa de construir um muro na fronteira com o México sugerindo que latinos são criminosos, estupradores e traficantes; o questionamento do fato de Obama ser realmente nascido nos EUA devido sua ascendência queniana; além de propor o banimento de muçulmanos e vigilância de mesquitas, associando essa religião ao “terrorismo”.

Convocada pelas redes sociais, centenas de milhares de mulheres estão confirmando presença na Marcha das Mulheres a Washington (Women’s March on Washington – WMW) para o primeiro dia do governo Trump. A ideia é demonstrar que as mulheres estão em alerta e serão a principal pedra no sapato de Trump e do Congresso conservador que tenta retirar mais direitos.

Fim da violência sexista, igualdade salarial, saúde e educação públicas de qualidade, combate ao racismo e à xenofobia, respeito às identidades de gênero e orientações sexuais são algumas das demandas vocalizadas na marcha. A ideia se espalhou rapidamente e já existem mais de 270 marchas correlatas sendo chamadas em outras cidades do país e mesmo em outros países, sinal de que a luta das mulheres tem crescido por todo o planeta.

Desde 2015 o movimento de mulheres no Brasil tem se levantado contra políticos conservadores que tentam restringir nossos direitos. As mulheres do PSOL se orgulham muito de ter impulsionado a “Primavera das Mulheres” e ido às ruas, fortalecendo os laços feministas em toda a sua diversidade: mulheres negras, indígenas, mais jovens e mais velhas, mulheres estudantes, trabalhadoras e desempregadas, as mães e as que rechaçam a maternidade obrigatória, mulheres lésbicas e mulheres trans, todas em uníssono compreendem a necessidade de unificar as vozes contra as ameaças aos nossos corpos e nossas vidas.

Daqui do Brasil, onde lutamos com afinco contra Temer e seu governo ilegítimo e corrupto, a Bancada Feminista do PSOL manifesta toda solidariedade às mulheres que lutam por mais direitos e dignidade, e o nosso repúdio às arbitrariedades de Trump! A luta das mulheres é internacional!

Assinam as vereadoras:

Áurea Carolina – Belo Horizonte (MG)
Cida Falabella – Belo Horizonte (MG)
Fernanda Garcia – Sorocaba (SP)
Fernanda Melchionna – Porto Alegre (RS)
Fernanda Miranda – Pelotas (RS)
Mariana Conti – Campinas (SP)
Marielle Franco – Rio de Janeiro (RJ)
Marinor Brito – Belém (PA)
Sâmia Bomfim – São Paulo (SP)
Talíria Petrone – Niterói (RJ)