Obrigada! Nosso mandato será uma trincheira das lutas sociais em São Paulo

03/10/2016 Câmara Municipal, Eleições 2016, Sâmia Bomfim

14485009_180056632402118_1745121707615647992_nGostaria de agradecer imensamente cada um dos 12.464 votos depositados ontem nesse projeto coletivo que foi a minha candidatura. Vencemos! Construímos com cada um e cada uma de vocês essa campanha que representa um projeto coletivo que agora seguirá pelos próximos anos na Câmara enfrentando o conservadorismo, defendendo nossos direitos e lutando por uma cidade mais justa e igual. Cada voto, cada panfleto, cada compartilhamento, cada curtida, cada convencimento foram essenciais. Essa vitória é de todas e todos nós!

A eleição de Dória em primeiro turno nos apresenta um grande desafio que exigirá muita força e resistência em defesa dos trabalhadores e contra a retirada de direitos. Nosso mandato estará a serviço dessas lutas, de forma incansável. Dependendo de nós, os planos nefastos dos tucanos para São Paulo, por meio das privatizações e da perseguição aos movimentos sociais, não passarão. Assim como pretendemos fazer de nosso trabalho um polo de resistência contra as medidas de Alckmin e Temer nos níveis estadual e nacional. Jamais deixaremos de estar nas ruas e nas manifestações!

Nas eleições de 2016, se em muitas cidades houve um avanço da direita mais tradicional, por outro lado houve exemplos que me encheram o coração de esperança. As votações do PSOL, hoje o principal partido da esquerda autêntica, renovada e radical, foram ainda mais significativas do que podíamos esperar!

Aqui em São Paulo, além de minha eleição, tivemos a reeleição do vereador Toninho Vespoli, que seguirá construindo um importante mandato popular e de luta e formará comigo a mais combativa bancada da Câmara. Luiza Erundina e Ivan Valente orgulharam o PSOL e cidade mostrando que os sonhos não envelhecem e obtendo uma expressiva votação. Saudamos também todas e todos que foram candidatas/os a vereança por nosso partido, fazendo da votação do PSOL, como de costume, a mais coletiva e ideológica de todas. Mencionamos especialmente Isa Penna e Celso Giannazi, colegas que comporão a suplência do PSOL.

O feminismo em São Paulo e todo o Brasil cresceu muito! Em Porto Alegre, Fernanda Melchionna foi a vereadora mais votada em toda a cidade. Em BH, Áurea Carolina, mulher negra do PSOL. No Rio de Janeiro, foi eleita Marielle Franco, também mulher negra e socialista. No estado de São Paulo, foram eleitas as queridas e combativas Mariana Conti, em Campinas, e Fernanda Garcia, em Sorocaba. Inúmeros companheiros como vereadores também defenderão os direitos da população oprimida e das mulheres, como meu amigo David Miranda, no Rio de Janeiro, ou Roberto Robaina, em Porto Alegre, e Sandro Pimentel, em Natal!

As eleições de 2016 refletiram o que tem ocorrido progressivamente em nossa sociedade: a polarização. E é nesse contexto que os segundos turnos no Rio de Janeiro, em Belém do Pará e em Sorocaba, interior de São Paulo, ganham enorme importância. Marcelo Freixo, Edmilson Rodrigues e Raul Marcelo têm todo o meu apoio e representam hoje os mais belos sonhos de construir cidades justas, humanas e igualitárias!

Ontem, dia 02 de outubro, pude vencer uma grande batalha. Nas ruas, nas redes e na raça. Com parcos recursos financeiros, mas muitos sonhos e suor militante. Minha primeira eleição já foi vitoriosa! Serei a mais jovem vereadora mulher da história de São Paulo. E a primeira pelo PSOL. Entretanto, as maiores e mais importantes lutas ainda estão por vir. Não me candidatei para ser igual aos outros. Ainda como vereadora, seguirei sendo uma cidadã. Que andará de ônibus, metrô, UBER e táxi, que irá às manifestações de rua, às escolas, universidades e locais de trabalho, para estar sempre em contato com a população da cidade. Pretendo ser uma pedra no sapato dos poderosos da cidade. Farei o que estiver ao meu alcance para levar as mulheres organizadas, LGBTs, a negritude, os movimentos sociais e os trabalhadores para dentro da Câmara, pois o poder popular é o mais importante que existe!

A nossa luta e as nossas conquistas apenas começaram. Seguiremos juntas e juntos enfrentando os conservadores e conquistando mais direitos. O futuro é nosso. #AgoraÉQueSãoElas