Nota Pública do Diretório Municipal do PSOL

03/10/2012 Destaques, Direitos Humanos, Eleições 2012

Em ato de necessário enfrentamento e contestação ao processo de militarização do poder conduzido na cidade de São Paulo, o candidato a vereador pelo Partido Socialismo e Liberdade – PSOL, Givanildo Manoel – o Giva – apresentou no Tribunal Regional Eleitoral representação em face do Coronel Paulo Telhada (PSDB) , também candidato à vereança, pelo uso indevido de insígnias e uniformes da ROTA (Rondas Ostensivas “Tobias de Aguiar”) em sua propaganda eleitoral, o que é vedado pela lei e caracterizado como crime.

Por conta de sua iniciativa – de todo louvável, respaldada pela legislação eleitoral e pelas normativas do Tribunal Superior Eleitoral –, passou a receber uma série de ameaças de pretensos eleitores, correligionários e simpatizantes do policial militar reformado. O próprio Coronel Telhada, em depoimento dado a órgão da grande mídia, atacou o candidato do PSOL, chamando-o de “pessoa inculta”. Deixou de notar, apenas, que inculto é aquele que se arvora da lei para justificar suas condutas, mas que desconhece – ou finge desconhecer – a própria legislação.

As atitudes de hostilidade, manifestadas por inúmeras mensagens recebidas por Giva, colocam não só a integridade física e moral do militante e candidato em ameaça, como também denotam de forma sintomática o ascenso conservador na cidade de São Paulo, que mostra sua face por meio dos ataques cotidianos à população pobre das periferias, aos sem teto, às mulheres, a jovens negr@s, à população LGBT, dentre muitos outros alvos da politica de segregação e repressão vigentes na capital.

Giva, que tem sua trajetória política marcada pela defesa incansável dos direitos humanos – na sua acepção mais ampla – e pela combatividade nas lutas que encampa, por certo não se deixará calar por esses novos ataques que são direcionados à sua pessoa. E também não nos calaremos frente às ameaças sofridas pelo nosso camarada!

Assim , manifestamos o apoio inconteste à iniciativa do candidato a vereador Givanildo Manoel, em mais essa luta necessária. Contra a militarização do poder e espaço públicos! Contra o genocídio da juventude pobre e negra das periferias! Pela afirmação de uma nova cultura, popular e combativa!

Giva, estamos contigo e não abrimos!